garrafas plásticas

UNEA 5.2 e o Tratado de Plásticos

Nós precisamos de um Tratado de Plásticos global e vinculativo.

Agora é a hora de agir! Vozes do mundo todo solicitam aos Estados-membros das Nações Unidas, incluindo o Brasil, que negociem rapidamente um novo instrumento juridicamente vinculativo para acabar com a ameaça contínua dos plásticos à saúde humana, animal e ambiental.

O que é a UNEA 5.2 e o Tratado de Plásticos?

A 5ª edição da Assembleia das Nações Unidas para o Meio Ambiente, a UNEA 5.2, irá ocorrer dos dias 28/02 a 02/03 em Nairobi, Kenya. Representantes de todos os 193 Estados-membros estarão presentes para tomar decisões sobre políticas ambientais globais e estabelecer prioridades para o legislação ambiental internacional. Nesta Assembleia, serão discutidas questões mais substantivas, tais como um potencial Tratado de Plásticos.

One App,
Many Uses

Qual é a importância do Brasil assinar o Tratado de Plásticos?

O Brasil é um dos maiores produtores de plástico no mundo, com uma das menores taxas de reciclagem. Por isso, exigimos que o Brasil apoie o Tratado proposto pelos governos de Ruanda e Peru, devido à clareza, força e inclusão do elemento saúde humana e ambiental, bem como a sua abordagem do ciclo de vida do plástico.

Acompanhe o posicionamento do Brasil aqui.

Por que os Estados-membros devem assinar o Tratado de Plásticos?

Se efetivo, o Tratado de Plásticos será um instrumento global juridicamente vinculativo sobre poluição plástica ao longo de todo o ciclo de vida dos plásticos, incluindo extração de matérias-primas, produção, transporte, uso, descarte, e remediação.

Image by Naja Bertolt Jensen

O que jovens ativistas tem a dizer sobre o Tratado de Plásticos? 

Assine a petição

Faça a sua parte assinando a petição abaixo, seja você indivíduo, organização ou parte da comunidade científica.

Indivíduos

Junte-se a mais de 700.000 cidadãos de todo o mundo

Organizações

Junte-se a mais de 1.000 organizações e partes interessadas

Cientistas

Para a sociedade científica relacionada a poluição plástica

 

Publicações

Visão Geral sobre o Tratado dos Plásticos

A poluição plástica não respeita fronteiras. Está no ar que respiramos, nos alimentos que comemos, na água que bebemos e até mesmo em nossos corpos. É necessário um novo instrumento jurídico vinculativo, abrangendo todo o ciclo de vida do plástico, para enfrentar esta crise planetária.

O plástico e os catadores de materiais recicláveis

O plástico representa uma grande porcentagem dos resíduos coletados pelos catadores de materiais recicláveis. Consequentemente, eles são uma classe de trabalhadores mais vulneráveis que podem ser impactados pelo tratado global sobre o plástico. O tratado deve estabelecer as estruturas legais necessárias para melhorar as condições de trabalho dos catadores de recicláveis.

Os plásticos e as mudanças climáticas

O plástico é um contribuinte significativo para as mudanças climáticas durante todo o seu ciclo de vida. Até 2050, as emissões provenientes apenas do plástico ocuparão mais de um terço do limite estimado de carbono restante para uma meta de 1,5 °C. Um tratado de plástico deve impor metas de redução de plástico juridicamente vinculativas.

Amplie sua voz

Compartilhe esta campanha nas redes sociais

"O plástico não apenas acelera a crise climática, mas sua produção, consumo e descarte ameaçam os direitos e a saúde de comunidades em todo o mundo. A hora de agir é agora! Assine a petição e exija que o Brasil assine o Tratado de Plástico https://circulact.org/tratadodeplasticos"

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Whatsapp
Image by Markus Spiske
_MG_7413 (1).jpg

Se mantenha atualizado

Obtenha as últimas notícias referentes a UNEA 5.2 e o Tratado de Plásticos.

Obrigado!

Acompanhe as nossas redes sociais

  • Instagram
  • Facebook
  • LinkedIn

REALIZAÇÃO

file.png
logo_ARZB.png

@ Circula CT - Todos os direitos reservados.