Embalado versus a granel

Atualizado: 4 de mar. de 2021

Por Giovanna Corrêa, Larissa Freire e Mariana Carvalho


Muito se diz sobre embalagens, que elas conferem segurança e proteção para armazenar os alimentos e que são essenciais para nós. Mas já pararam para pensar que isso tem relação com as indústrias fabricantes de embalagens e a sua necessidade de vender o produto? Será que realmente precisamos de todas essas embalagens?


Muitas vezes feitas de plásticos, as embalagens no geral têm a característica de serem duráveis e não facilmente quebráveis, o que por um lado é um ponto positivo. Já por outro, como seu material é de alta durabilidade, o seu tempo de degradação é enorme. Ainda, a reciclagem do plástico é difícil e cara, pois há uma grande variedade de embalagens, de diferentes cores e composições químicas, além da perda de valor agregado que ele sofre através desse processo.


A compra de produtos a granel possui diversas vantagens, como o fato de você poder comprar apenas a quantidade necessária para a sua receita e assim não gerar desperdício de comida, além de, dessa maneira, reduzir o seu consumo de embalagens, evitando que mais materiais sejam acumulados em aterros ou tendo uma destinação inadequada. Se já é tão comum comprarmos frutas, legumes e verduras a granel, por que não fazer o mesmo com os demais alimentos?


No entanto, para que possamos de fato realizar essas compras a granel nas lojas, mercados e feiras sem gerar resíduos, vocês sabiam que é possível levarmos de casa nossos próprios sacos e potes? Para além das bolsas reutilizáveis que podemos usar para carregarmos os produtos para as nossas casas, sem a utilização de sacolas plásticas, também podemos substituir aqueles sacos plásticos transparentes que usamos muito na compra de hortifruti por alternativas sustentáveis.


No caso dos mercados, o ideal é levar sacos finos que não vão aumentar o peso do produto e, consequentemente, não deixá-lo mais caro, como alguns de pano, além de também ser possível levar os de plástico transparente que já estiverem em casa devido a compras anteriores (assim evitam de jogá-los no lixo). Já quando se trata daquelas lojas que vendem farinhas, castanhas, frutas secas e temperos, é possível levarmos nossos próprios potes de casa. Uma ótima ideia é reaproveitar os que já temos, como por exemplo os de geléia, palmito, azeitona e molhos. Vale ressaltar que, durante esse período de pandemia, caso vá até alguma loja e leve os potes e sacos de tecido de casa, é fundamental respeitar as normas sanitárias da OMS.


Mas um aviso importante: ao chegar na loja e entrar em contato com um atendente, é essencial avisar logo de início que gostaria de fazer as compras nas suas próprias embalagens, lembrando-o de tirar o peso referente ao pote na balança antes que ele comece a preenchê-lo com o produto, para que você não pague pelo peso do pote também. No blog Uma Vida Sem Lixo, da Cristal Muniz, você encontra também informações e dicas bem bacanas sobre como fazer compras a granel sem gerar resíduos!


Porém, se você ainda não está totalmente convencido, vamos então aos motivos para realizar compras a granel:


1) É mais sustentável


Por evitar consumo de embalagens, estamos contribuindo com o primeiro princípio dos “3 Rs” que é o reduzir. Assim, evitamos a geração de lixo plástico e, consequentemente, que eles vão parar em ecossistemas marinhos ou em um aterro sanitário.


2) Alimentos naturais e frescos

Pelo fato de produtos a granel não terem sido fabricados para durarem muito tempo embalados nas prateleiras dos mercados, muitos deles possuem uma quantidade bem menor ou mesmo nenhuma de conservantes, o que faz com que você esteja adquirindo um produto natural e melhor para sua saúde.


3) Evita o desperdício


Os produtos a granel vêm em quantidades que variam conforme a necessidade do cliente, assim, conseguimos ter um planejamento melhor e comprar a quantidade que nos for necessária. Com isso, evitamos que os alimentos estraguem e vão parar no lixo, o que é diferente em relação aos produtos embalados, que são ofertados em uma quantidade pré estabelecida, algumas vezes maior do que precisamos. Assim, compactuamos com a redução dos 3 Rs.


4) É mais econômico


Comprando a granel, você paga menos comparado ao produto embalado, pois não estão embutidos os custos de embalagem, por exemplo. Além de que, quando a granel, nos atentamos mais em comprar a quantidade necessária, muitas vezes menor do que a embalada que compraríamos, logo, também ocorre essa redução na conta final.


Mas fique sempre de olho e opte por estabelecimentos que indiquem a validade dos seus produtos e que possuem um local limpo, arejado e seco para dispor os alimentos. Dessa forma, evitando o consumo de embalagens, por consequência freamos sua produção, pois reduzimos sua demanda, e assim fazemos nossa parte em prol de um mundo mais sustentável para as próximas gerações.


Observação: pessoas como os celíacos, que não podem consumir glúten e nem produtos que tenham entrado em contato com ele ou processados na mesma máquina, não são recomendadas a fazerem compras a granel devido a contaminação cruzada.


Referências


1 visualização0 comentário