RESENHA: “A vida secreta das árvores - O que elas sentem e como se comunicam”

Por: Vanessa Oliveira


O livro "A vida secreta das árvores", escrito por Peter Wohlleben, traz um estudo detalhado de um novo olhar sobre a vida na natureza, especialmente nas florestas. As árvores ocupam um protagonismo nas análises do autor, que se mostra, o tempo todo, bastante entusiasmado e apaixonado pelo assunto.

Wohlleben é um engenheiro florestal e divulgador científico alemão especialista em árvores, as quais são o foco do livro e, com isso, são analisadas desde suas características ao seu comportamento. Para nós, muitas vezes, o termo "árvore" refere-se apenas ao que é visível na superfície. Entretanto, é mostrado que isso vai muito além: a maior parte de sua vida encontra-se subterrânea. O autor explica que foi ao longo do tempo que foi mudando sua forma de enxergar a floresta e, a partir disso, cada detalhe tornou-se relevante e especial. Essa reflexão é feita logo no começo do prólogo, quando ele mostra que aprendeu a "[...]não prestar atenção só nos troncos e em sua qualidade, mas também em raízes anormais, padrões de crescimento diferentes e camadas de musgo na casca das árvores".

As raízes formam uma espécie de rede, apelidada pelo autor como a "internet da floresta", logo abaixo da superfície. Com isso, pode-se afirmar que as árvores estão interligadas entre si, trocando energia e nutrientes constantemente, tornando-se mais fortes. Essa troca, considerada como uma "amizade", possibilita a criação de um ecossistema que é capaz de equilibrar o microclima de uma região. Através dessa “humanização”, torna-se mais fácil entender a complexidade da natureza e como tudo nela está interligado.

O autor também defende que essas raízes experimentam processos eletroquímicos semelhantes aos que ocorrem no cérebro dos seres humanos. Para ele, as árvores são capazes de sentir dor, emoções, de se comunicarem, de criar laços e cuidar umas das outras. Há análises que mostram que elas podem compreender a necessidade da outra, como, por exemplo, as árvores mais idosas, que já sentem dificuldade de se nutrir e precisam da ajuda das mais saudáveis. Esse pensamento é compreendido como a "linguagem das árvores", demonstrando que elas isoladas, bem como suas partes individuais, não funcionam. Elas possuem seus processos naturais e lentos, e, o mais importante, é que gostam de estar próximas entre si, formando uma espécie de "sociedade".

Ainda há muito o que se entender e descobrir sobre natureza e suas relações. Entretanto, Peter afirma que todas as árvores são valiosas, seja por sua capacidade de doar nutrientes, quando necessário, ou por sua memória, devido a sua idade, e tudo que ela pode oferecer e ensinar. Essa troca e valorização entre elas mostra que o ser humano tem muito o que aprender, pois também fazemos parte de um "sistema social" e que precisamos nos unir para nos tornarmos mais fortes, tornando o livro não somente uma reflexão sobre árvores e o meio ambiente, mas sobre a vida.


REFERÊNCIAS:


WOHLLEBEN, Peter. A vida secreta das árvores: O que elas sentem e como se comunicam. Rio de Janeiro: Sextante, 2017.


Editora Sextante. A VIDA SECRETA DAS ÁRVORES | PETER WOHLLEBEN. Youtube, 2018. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=DBRg-2N3sMI>. Acesso em: 26 de janeiro de 2022.


5 visualizações0 comentário