O relatório do IPCC sobre mudanças climáticas: um alerta para a humanidade

Por Júlia Mendes





Capa do relatório divulgada pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA)


O que é o IPCC?

O IPCC, sigla para Intergovernmental Panel on Climate Change (Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas, em português) constitui um órgão interno da Organização das Nações Unidas, a ONU, responsável pela reunião e divulgação do conhecimento mais avançado e atualizado sobre as mudanças climáticas no mundo. O Painel não produz pesquisas próprias, mas realiza seus relatórios a partir da participação de cientistas de diversas nacionalidades. Cinco relatórios já foram divulgados desde a criação do órgão, em 1998, e parte do sexto foi externado em agosto de 2021.


AR6: o que diz o relatório atual?

O sexto relatório oficial do IPCC (AR6), realizado por 234 cientistas de 66 países diferentes, contempla uma análise de base física das mudanças climáticas e tem como seu ponto central a confirmação do impacto gerado pela ação humana nas mudanças climáticas. Segundo o documento, a influência dos seres humanos no clima é “inequívoca” e, apesar de grande parte dos efeitos já serem irreparáveis, especialistas apontam que alguns podem ser retardados se as emissões de gases efeito estufa forem significativamente reduzidas. O relatório indica ainda que o limite de 1,5º do aumento da temperatura global, definido em 2015 pelo Acordo de Paris, está perto de ser alcançado. Na época da COP-21, quando o Acordo foi assinado, foi esclarecido aos países que permanecer abaixo do limite era mais seguro e vantajoso. Para isso, as emissões de carbono deveriam ser reduzidas pela metade até 2030 e serem zeradas até 2050. O atual relatório reafirma esse fato e alerta que, sem uma redução emergencial nessas emissões, o aumento de 1,5º na temperatura será alcançado em 2040, o que demonstra um quadro global alarmante.

Outros pontos principais do AR6

  • Todas as regiões do globo já são afetadas por eventos extremos como ondas de calor, chuvas fortes, secas e ciclones tropicais provocadas pelo aquecimento global;

  • Cada uma das últimas quatro décadas foi sucessivamente mais quente do que qualquer outra década que a precedeu desde 1850;

  • Temperatura vai continuar a subir até meados deste século em todos os cenários projetados para as emissões de gases de efeito estufa;

  • Reduções fortes e sustentadas na emissão de dióxido de carbono (CO²) e outros gases de efeito estufa ainda podem limitar as mudanças climáticas;

  • Caso as reduções ocorram, ainda pode levar até 30 anos para que as temperaturas se estabilizem.

portal de notícias G1, modificado

O metano

Um outro tópico importante do relatório a ser destacado é o papel do metano, outro GEE (gás do efeito estufa). De acordo com o IPCC, o gás metano é responsável por 0,3º do 1,1º que o mundo já aqueceu e uma estratégia vitoriosa e de curto prazo seria a diminuição de suas emissões vindas da indústria petrolífera e, principalmente, da agropecuária intensiva.

O Brasil no AR6

Em entrevista ao National Geographic, Paulo Artaxo, pesquisador e co-autor do primeiro capítulo do AR6, é perguntado sobre os mais vulneráveis cenários brasileiros citados no relatório: o Nordeste e a Amazônia. Paulo aponta a diminuição das chuvas e o aumento drástico da temperatura na região nordestina, que pode vir a ser uma região árida nos próximos anos, e alerta para a vulnerabilidade do Cerrado ao aumento do nível do mar, também consequência das mudanças climáticas. Além disso, enfatiza a extrema sensibilidade da Amazônia a essas alterações no clima, que faz com que o bioma passe a ser uma fonte de carbono para atmosfera, em vez de absorvê-lo. Segundo Paulo, a mensagem clara e explícita da ciência diz respeito também ao Brasil, que será fortemente afetado no meio agropecuário.

Referências


National Geographic Brasil. CHAMORRO, Paulina. Não há plano B: precisamos de um novo sistema socioeconômico, diz membro brasileiro do IPCC. Disponível em: www.nationalgeographicbrasil.com . Acesso em: 18/10/21


G1. DANTAS, Carolina. Mudanças recentes no clima causadas pelo homem não têm precedentes, aponta relatório da ONU. Disponível em: g1.globo.com. Acesso em: 18/10/21


BBC News Brasil. MCGRATH, Math. Mudanças climáticas: cinco coisas que descobrimos com novo relatório do IPCC. Disponível em: www.bbc.com. Acesso em: 19/10/21


IPCC.CH. IPCC. AR6 Climate Change 2021:The Physical Science Basis. Disponível em: www.ipcc.ch. Acesso em: 19/10/21


36 visualizações0 comentário