Copos descartáveis vs copos alternativos

Atualizado: 4 de mar. de 2021

Por Rafael Eudes


Copos descartáveis


Segundo dados da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos (ABRELPE, 2017), é estimado que são consumidos no Brasil cerca de 720 milhões de copos descartáveis por dia, correspondendo a 1500 toneladas de resíduos diariamente.


Os copos de plástico são constituídos em sua maioria de Poliestireno (PS) e o Polipropileno (PP), que são tecnologias já dominadas no Brasil e de relativo baixo custo de produção. Estes materiais são fabricados a partir do processo de polimerização do estireno ou do propeno, monômeros tipicamente produzidos a partir de fontes não renováveis. Poliestireno e Polipropileno não possuem características biodegradáveis. Devido a isso, o copo de plástico possui uma estimativa de permanência de 250 a 400 anos na natureza.


Dependendo da composição do copo, quando aquecido, pode liberar substâncias nocivas para o alimento. Essas substâncias podem contribuir com problemas de saúde futuros como obesidade, câncer, alteração no sistema imunológico.


A reciclagem mecânica é o principal método de reciclagem dos copos de PP e PS, onde os resíduos são convertidos em grânulos para a geração de novos produtos. Devido ao baixo custo da matéria-prima virgem, os processos de reciclagem do copo plástico acabam se tornando pouco viáveis economicamente. Além disso, os copos descartáveis precisam ser higienizados antes que possam ser utilizados nos processos de reciclagem. Devido a incorretas práticas de disposição final, o copo plástico pode contaminar solos e oceanos, na forma de forma de microplástico, comprometendo a vida de diversas espécies terrestres e aquáticas.


Copos alternativos


Com o objetivo de buscar por alternativas sustentáveis, os copos reutilizáveis surgem como opções ecologicamente corretas devido a sua maior vida útil comparado aos copos descartáveis, reduzindo o impacto ambiental.


Vale salientar que, para o caso dos copos reutilizáveis, existe um impacto associado ao consumo de água para lavagem e aos resíduos químicos gerados a partir da utilização de produtos como detergentes e sabões. Para fins de comparação, é necessário avaliar dados relacionados ao gasto energético, consumo de água e emissões de carbono tanto de copos descartáveis quanto de copos reutilizáveis, levando em conta o processo produtivo, distribuição e descarte.

Exemplo de copos alternativos


Como exemplo de copos alternativos, podemos citar os copos fornecidos pela empresa Ecopo, que são copos fornecidos inicialmente no formato de envelope e são feitos totalmente por fibras virgens proveniente de madeira de reflorestamento. Composto por 87% de celulose e 13% de polietileno degradável, os copos de 85 mL de volume possuem uma película super fina de polietileno para garantir a impermeabilidade do material, e apresentam uma decomposição em até 18 meses.

Copo biodegradável da Ecopo feito a base de madeiras virgens de reflorestamento. (Foto: Ecopo/Website)


Os copos retráteis de 400 mL da empresa Menos 1 Lixo são feitos a partir de silicone de grau alimentício e possuem design e produção completamente brasileira. Por serem dobráveis, estes copos ocupam pouco espaço em bolsas e bolsos. A tampa deste copo é feita de Polipropileno (PP). Todos os materiais são livres de BPA, ftalatos e metais pesados.

Copo retrátil feito de silicone - Foto: Menos 1 Lixo/Facebook


Os copos Kaffeeform são feitos a base de borra de café e outros materiais renováveis. A borra de café é obtida de cafeterias e parceiros locais de Berlim, buscando uma boa cooperação com fazendeiros e comerciantes locais. Estes copos são completamente feitos à base vegetal e portanto, livres de produtos de origem animal. Os copos Kaffeeform são fabricados na Alemanha.

Copo sustentável feito a partir de grãos de café - Foto: Website


A empresa CBPak oferece copos que, apesar de não serem reutilizáveis, são produzidos a partir de material biodegradável feita da fécula de mandioca. Além da empresa garantir que o processo produtivo dos copos possui uma menor pegada de carbono e consumo de água comparados aos copos convencionais, a CBPak destaca que se estes copos forem destinados a um biodigestor ou uma composteira, o resultado é lixo zero.

Copo biodegradável da CBPak feito a base de mandioca - Foto: CBPak/Facebook)


Referências

5 visualizações0 comentário