Conhecendo a Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA) e suas ações

Por Vanessa Oliveira

A Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA), lançada em 2017 em Manaus, é pertencente ao setor privado e funciona a partir de ações coletivas orgânicas em expansão. Tem como objetivo desenvolver e identificar soluções inovadoras e possíveis para conservação da biodiversidade e recursos naturais, bem como garantir a qualidade de vida das comunidades na Amazônia, e, assim, criar novos modelos de desenvolvimento sustentável, gerando também oportunidades para os 25 milhões de habitantes da região.

Atualmente, a PPA já apoia mais de 5 milhões de hectares de terras indígenas/Unidades de Conservação e 38 cadeias produtivas, além de ter 105 negócios de impacto fortalecidos por meio de suas iniciativas.


O papel do setor privado


A Bacia Amazônica é 60% representada pelo Brasil e nela está englobada mais da metade das florestas tropicais remanescentes do mundo, além de também abrigar a maior biodiversidade do planeta. Entretanto, a região Amazônica representa apenas 8,2% do PIB do país, gerando pressão econômica nos seus recursos naturais. Mesmo com todos os recursos filantrópicos para o desenvolvimento sustentável na Amazônia existentes, as ameaças à biodiversidade da região seguem em aumento. Em consequência disso, são necessários os novos modelos de desenvolvimento baseados no uso legal e sustentável dos recursos.

Com isso, as empresas privadas desempenham um papel de extrema relevância no processo, já que o setor conhece oportunidades de crescimento aliado à mudança social e preservação de recursos naturais. Tais oportunidades motivaram a criação da Plataforma, que já conta com cerca de 50 grandes, médias e pequenas empresas, organizações da sociedade civil e parceiros internacionais com objetivos semelhantes. As empresas e os Grupos Temáticos (GTs)


O funcionamento se dá através de uma Secretaria Executiva, sob orientação de um Conselho Deliberativo e em contato com Grupos Temáticos (GTs). Com os GTs, a PPA consegue alavancar investimentos sociais e ambientais, estimular o surgimento de parcerias, compartilhar melhores práticas e experiências, além de criar um ambiente colaborativo para o desenvolvimento de novas soluções para as questões amazônicas.

A PPA e suas ações


Existem diferentes categorias nas quais as ações estão inseridas, como por exemplo:


FORTALECIMENTO DE NEGÓCIOS DE IMPACTO:

  • Aceleradora 100+: programa da Ambev que une inovação e sustentabilidade e tem como foco desafios sustentáveis da empresa como mudanças climáticas, embalagem circular, agricultura sustentável, gestão de água e ecossistema empreendedor.

  • Incubadora da Floresta: tem o objetivo de melhorar a renda e os meios de subsistência das populações envolvidas com a sustentabilidade na Amazônia, e promover melhorias em relação à conservação ou regeneração da floresta.

DESENVOLVIMENTO LOCAL:

  • Nossa Floresta Nossa Casa: o projeto visa o fortalecimento das iniciativas econômicas indígenas e da governança econômica das Terras Indígenas.

  • Aliança Guaraná de Maués (AGM): a iniciativa busca não só a valorização cultural da região como também a melhoria na qualidade de vida da população mauesense.

RESPOSTA À COVID-19:

  • PPA Solidariedade: é uma iniciativa que engaja o setor privado em parcerias estratégicas para alavancar soluções inovadoras e escaláveis para fortalecer a resposta rápida a emergências e ao combate a COVID-19.

GERAÇÃO DE CONHECIMENTO:

  • CAL-PSE: iniciativa da Aliança Bioversity/CIAT em parceria com a USAID, que busca transformar a maneira como se aborda conservação da biodiversidade na Amazônia e ao mesmo tempo melhorar a qualidade de vida dos povos da região.


Plataforma Parceiros pela Amazônia e os ODS

Desde 2015, muitas discussões nacionais e internacionais têm girado em torno dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), os quais fazem parte da Agenda Pós-2015. Os 193 Estados membros da ONU, incluindo o Brasil, comprometeram-se a adotá-la, trabalhando para o cumprimento desses ODS, que representam um plano de ação global para eliminar a pobreza extrema e a fome, oferecer educação de qualidade ao longo da vida para todos, proteger o planeta e promover sociedades pacíficas e inclusivas até 2030.

Ao todo, somam-se 17 objetivos com suas respectivas metas que abordam aspectos diferentes, mas convergem entre si em termos de serem essenciais para uma sociedade sustentável. A PPA aborda os ODS 1, 2, 8, 9, 10, 12, 13 e 15, dentre todos que estão listados na imagem a seguir:


Referências:


PPA Parceiros pela Amazônia. Sobre nós. Disponível em: https://ppa.org.br/sobre-nos/. Acesso em: 16/11/2021.


PPA Parceiros pela Amazônia. Portfólio. Disponível em: https://ppa.org.br/portfolio/. Acesso em: 16/11/2021.


Instituto Peabiru. Plataforma Parceiros pela Amazônia. Disponível em: https://peabiru.org.br/plataforma-parceiros-pela-amazonia/. Acesso em: 16/11/2021.


USAID: From The American People. Parceria para a Conservação da Biodiversidade na Amazônia (PCAB). Plataforma Parceiros pela Amazônia – PPA. Disponível em: https://pcabhub.org/pt-br/quem-somos/projectos-sp/plataforma-de-parcerias-para-a-amazonia-ppa. Acesso em: 16/11/2021.


UNICEF. Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: Ainda é possível mudar 2030. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/objetivos-de-desenvolvimento-sustentavel. Acesso em: 16/11/2021.


Plan International. Conheça os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável. Disponível em: https://plan.org.br/conheca-os-17-objetivos-de-desenvolvimento-sustentavel/. Acesso em: 16/11/2021.




9 visualizações0 comentário